Fast-food pode ser bom mesmo se você quiser perder peso

0

Por mais que a pessoa tente seguir uma dieta saudável, equilibrada, até feita por nutricionistas, a correria do dia a dia impede que qualquer um não falhe em algum momento. Mesmo quem leva sua marmitinha para o trabalho, já teve algum dia em que esqueceu em casa, ou teve que sair do escritório e não conseguiu comer adequadamente.

Pensando em pessoas assim – e em todo um mercado inexplorado e carente – a oferta de alimentos saudáveis através de delivery vem aumentando a cada dia. Saladas, legumes e carnes cozidos a vapor, comida japonesa (uma das mais saudáveis do mundo, com colesterol bom), além de sucos e smoothies se multiplicam em aplicativos como o PedidosJá.

Há também alguns serviços específicos como o BestBerry ou o Made in Natural, que se especializaram em oferecer lanchinhos naturais, para os dias em que o almoço demora a sair ou o jantar quase não acontece por causa de um dia extremamente cansativo. Eles oferecem alternativas de fornecimento mensal com oleaginosas, cookies ou chips naturais.

Se empresas de delivery já oferecem sanduíches naturais e até comida vegana, não dá para usar como desculpa a falta de tempo e “cair matando” em um cheese burguer. E os chocolates e doces podem ser substituídos pelos snacks saudáveis sem muito esforço, se a pessoa quiser manter a dieta balanceada durante o trabalho.

Veículos da grande imprensa relatam que o setor cresce na contramão do mercado atual, extremamente afetado pela crise econômica. Representantes da APAS – Associação Paulista de Supermercados – afirmam que a tendência é real, não apenas uma moda, porque as pessoas conseguem ver os resultados em pouco tempo.

Dá próxima vez que for ao mercado ou a uma delicatessen, vá ao setor de comida saudável e invista um pouco mais de tempo e dinheiro conhecendo as vantagens dos alimentos ricos em proteínas não animais, ômega 3 e com menor teor de glicose e sódio. Sua saúde vai agradecer.

Fast-food pode ser bom mesmo se você quiser perder peso
De sua nota
Compartilhe:

Deixe um comentário